Classificação de Catterall

A classificação de Catterall (Doença de Legg-Calvé-Perthes) é baseada no aspecto radiográfico encontrado no período de fragmentação máxima, sendo constituída por quatro grupos, descritos abaixo, de acordo com a extensão da lesão. É bastante útil no estudo retrospectivo dos resultados, porém tem valor prognóstico limitado, haja visto que ela só pode ser determinada em uma fase avançada da doença, quando já se estabeleceram as deformidades. Além disso, é de difícil interpretação.

catterall

Grupos

Características

Rx AP neutro Rx perfil Alterações metafisárias
I

Reabsorção apenas da porção

anterior da cabeça.

Não apresenta colapso

nem sequestro.

 

Cabeça com aspecto cístico e

altura preservada.

Somente a porção anterior

acometida.

 Raras.
II

Extensão para além da região

anterior da cabeça.

Presença de colapso

do segmento, sequestro e

reabsorção.

O sequestro aparece como

uma massa densa e oval,

com fragmentosviáveis em

região medial e lateral que

sustentam a altura da epífise.

 

O sequestro está separado   

das áreas viáveis por uma

linha radiotransparente

em "V" (Sinal de Cage).

 Alteração cistica bem definida

 na região anterior de curta

 duração.

III

Apenas uma pequena porção

posteriorda epífise sem necrose.

Imagem de "cabeça dentro da cabeça".    

Fragmento lateral pequeno e com

granulos de ossificação.

Após o colabamento esse fragmento

se desloca antero-lateralmente junto

com a fise determinando um

alargamento do colo.

 

Pequena porção posterior

não envolvida.

 Geralmente mais extensas e

 associadas a alargamento

 do colo femoral.

IV

Envolvimento total da epífise com      

achatamento da cabeça femora.

Deslocamento epifisário para anterior

ou posterior, levando a um apecto

de cogumelo.

Envolvimento completo

da epífise

Alterações metafisárias extensas

 

Catterall ainda descreveu cinco sinais radiográficos que, quando presentes em número de dois ou mais, estariam associados a um prognóstico mais reservado:

  • Sinal de Gage: na radiografia ântero-posterior neutra, aparece como uma convexidade na borda superior do colo e na porção lateral da epífise, em formato de “V” radiotransparente
  • Reação metafisária difusa
  • Calcificação lateral da epífise: corresponde ao início da reossificação da porção lateral extrusa da epífise
  • Subluxação da cabeça femoral: em que se observa um aumento do espaço articular medial
  • Placa epifisária horizontalizada

Considerações importantes

bookTodo conteúdo do site OrtopediaOnline.Org foi obtido a partir de estudos baseados em literatura ortopédica, tais como publicações na RBO, JAAOS e a Acta Ortopédica e em livros de referência como Rockwood, Campbell, Manual AO, etc, além da contribuição de nossos membros.

Nossas imagens são de arquivo pessoal e outras adiquiridas em sites especializados.

Contato

Nome: Marcus Vinícius M do Nascimento

Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Web: http://www.ortopediaonline.org